RECEBA NOSSA NEWSLETTER

BLOG DA LEN

Tudo sobre branding, comunicação e marketing digital

A evolução do marketing de conteúdo

3 minutos | 11 de maio 2017 | , , , | Diego Fávero

Share

O marketing de conteúdo revolucionou o marketing digital e trouxe para as empresas a oportunidade de atraírem leads que buscam conteúdos para sanar suas dores. Mas que conteúdos estamos falando? Será que é o suficiente para o lead? Entenda como a evolução do marketing de conteúdo é seu próximo passo a dar.

Em artigo recente publicado no Content Marketing Digest, o “marketing de conteúdo” é visto como uma evolução do próprio marketing e o conteúdo passa por três ondas: a primeira onda baseada em palavras-chave no código do site, para se posicionarem melhor nos motores de busca, mas quando o Google percebeu isso e mudou seu algorítimo e desde então entramos na segunda onda, que é o marketing de conteúdo, o qual elevou o nível dos artigos atraindo leitores que buscam sobre determinado assunto. Foi aí que quase todas as empresas começaram a produzir conteúdos em seus blogs e a evolução do marketing de conteúdo se faz presente: é a terceira onda, que denominou-se como “jornalismo de marca”, o qual traz conteúdo de qualidade atrelado ao valor das marcas.

Os profissionais de marketing estão percebendo que textos mais profundos, mais longos e bem trabalhados tem melhor aceitação e engajamento a textos de maketing de conteúdo mais tradicional – curto e direto (segunda onda). É aí que o jornalismo entra com a melhor fatia do bolo e traz em sua bagagem a expertise em textos escritos a um nível de qualidade suficiente para passar a supervisão editorial tradicional nos meios de comunicação tradicionais agregando valor às marcas.

O objetivo do marketing de conteúdo é visto principalmente como geração de leads, SEO e construção de backlinks. O jornalismo de marca tem os mesmos objetivos, mas também contribui para o reconhecimento da marca e para o desejo de ser visto como um líder de pensamento e uma autoridade conhecedora de um determinado assunto. O artigo de jornalismo de marca não tenta vender um produto. Ele posiciona a empresa como uma autoridade sobre um assunto.

É comum vermos títulos incríveis que nos fisgam mas quando consumimos os conteúdos nos decepcionamos. Isso porque o marketing de conteúdo virou um negócio para as empresas: você cria um artigo para o blog ou um ebook, faz um texto “meia boca”, coloca as palavras-chaves no meio deles e seu lead irá ser atraído por tudo isso. Você quer o email dele e não importa a qualidade do conteúdo que você entrega, certo? Errado! Muitas empresas estão produzindo conteúdo “caça-lead”. Tudo por um contato e nada de pensar na sua imagem de marca, no seu branding.

O marketing de conteúdo não é uma nova onda. É algo que veio para ficar. Para trazer qualidade a conteúdos que sanem “dores” de leads. É a oportunidade de sua empresa se posicionar no mercado como alguém que entende muito bem do que faz e sabe o que seu cliente precisa; sabe suas dores e mostra como o lead deve saná-las. É você ter a chance de gastar muito menos com mídia paga e começar a atrair e fisgar leads no topo do funil, nutri-lo e convertê-los em vendas com uma diferença às demais conversões: ele se torna um propagador da sua marca, já que vem consumindo, há tempos, seus conteúdos de qualidade. É aumentar a percepção da sua marca. E é branding, também.

Você pode se interessar também por:

Share

Deixe seu comentário


Busca




^